Make your own free website on Tripod.com

Climatologia

Pode-se definir o clima como uma sucessão habitual dos estados da atmosfera, sendo caracterizado pelos valores médios anuais dos diversos elementos meteorológicos, os quais são a intensidade da radiação solar, temperatura do ar e do solo, ventos, humidade do ar, nebulosidade, natureza e repartição das precipitações. Estes valores podem ser caracterizados pela amplitude, pelas variações diurnas, mensais e anuais e os seus valores extremos máximos e mínimos.

 

Radiação solar

A radiação solar é a quantidade de energia recebida por unidade de área de uma superfície horizontal no local.

Uma grande parte da radiação solar atinge os limites da atmosfera e é espalhada e absorvida pela atmosfera ou reflectida através das nuvens e da superfície da terra.

Analisando o atlas do ambiente, referente à radiação solar, observamos que os valores médios anuais incidentes na região estão compreendidos entre 155 e 160 Kcal/cm².

 

Insolação

A insolação é o tempo durante o qual o sol está a descoberto e exprime-se em horas e décimos. Depende da nebulosidade e da insolação astronómica (insolação máxima possível no mesmo intervalo de tempo, dada pela tabela das horas do sol acima do horizonte). Pela acção conjunta destes dois factores a insolação é maior no verão do que no inverno.

O valor da insolação para esta região esta compreendido entre 2800 e 2900 horas , sendo o valor mais aproximado de 2928,7 horas.

 

Temperatura do ar

Os valores médios anuais de temperatura nesta região esta compreendida entre 16 e 17,5 º C.

Após interpolação, obteve-se o valor de 16,75 ºC

 

Evaporação e evapotranspiração

A evaporação é a passagem da água do estado líquido ao estado gasoso. Na água perdida numa área revestida por vegetação é impossível fazer-se a separação entre a transpiração das plantas e a evaporação do solo, rios e lagos. Os dois processos são tomados em conjunto sob o nome de evapotranspiração.

Do material disponível para consulta, só nos foi possível determinar o valor da evapotranspiração que é compreendida entre 500 e 600 mm

 

Humidade do ar

A humidade do ar é um dado importante no estudo hidrológico da região. Após consulta da respectiva carta climatérica, observamos que este valor se encontra entre 65 e 70 %.

 

Nebulosidade

Na consulta das tabelas relativas à nebulosidade, não encontrámos valores relativos a São Brás de Alportel, logo considerámos os valores relativos a Faro que são de 147,1 dias por ano.

Precipitação

A precipitação é um factor climático indispensável para o estudo do regime hidrológico da região.

Consultando a carta da precipitação em Portugal continental observamos que na região onde se insere a bacia em causa a precipitação está compreendida entre os 800 e 1000 mm.

Após interpolação obteve-se o valor de 900 mm.

Também podemos dizer que o número de dias no ano em que a precipitação é maior ou igual a 1mm é entre 50 e 75 dias.

 

Vento

Através do estudo da carta sobre os ventos predominantes numa região (Anexo II), verificamos que este é predominante de SW (sudoeste) para NE (nordeste) sendo este distribuído pelas seguintes percentagens:

2,5 % dos ventos têm velocidades compreendidas entre 21 e 51 Km/h

23 % dos ventos têm velocidades compreendidas entre 6 e 21 Km/h

2,5 % dos ventos têm velocidades compreendidas entre 2 e 6 Km/h

5,1 % dos ventos têm velocidade inferior a 2 Km/h

 

Geada e orvalho

A humidade e a temperatura têm influência nas precipitações do tipo de orvalho e geada.

A condensação da humidade atmosférica dá lugar a gotas de água ou partículas de gelo conforme a temperatura seja positiva ou negativa. O orvalho forma-se para temperaturas superiores a 0ºC e a geada para temperaturas inferiores.

Este clima incide na região entre 10 e 20 dias por ano .

 

Nevoeiro

Nevoeiro é uma suspensão de gotículas muito pequenas de água na atmosfera que reduzem a visibilidade horizontal a menos de 1 Km.

Mecanismo mais frequente e eficaz do nevoeiro é o arrefecimento do ar húmido, o qual pode resultar do contacto da massa de ar com a superfície do globo arrefecida pela emissão de radiação terrestre durante a noite (nevoeiro de radiação), do deslocamento horizontal (nevoeiro de advecção) , ou na subida forçada de massa de ar numa encosta (nevoeiro orográfico).

 

Trovoadas

As trovoadas são manifestações da instabilidade da atmosfera que podem ser provocadas pela subida de massas de ar por convecção na atmosfera , ou pela subida

ao longo de uma superfície frontal.

Nesta zona há mais trovoadas na primavera e no outono associadas a passagem de superfícies frontais.

 

Albedo

Define-se albedo com a quantidade da radiação solar reflectida sobre um superfície, é expressa em percentagem. O albedo é reflectividade da radiação solar ou uma serie visível da radiação . Os factores que influenciam o albedo são a natureza do solo e o seu revestimento.

O Baixo Alentejo é uma das regiões do mundo com maior albedo.

Podemos ver na fotografia aérea tirada de satélite que estamos perante uma região onde existe alguma reflexão do solo. Pode-se dizer que a área referente à bacia em estudo está dividida em duas zonas: A zona norte tem baixa reflexão solar enquanto a zona sul já tem um nível médio de reflexão.