Make your own free website on Tripod.com

Geomorfologia da Bacia

Área

Para o cálculo da Área da bacia hidrográfica, procedemos ao cálculo por meio de dois métodos:

O método do peso e o método das coordenadas onde o segundo foi obtido através do programa Autocad. Em seguida calculámos a média dos dois valores para assim eliminar possíveis erros nos dois métodos e assim obter-mos uma maior aproximação ao valor real (Cálculos).

Pelo método das coordenadas obtivemos: A=5,812 Km2

Pelo método do Peso obtivemos: A=5,833 Km2

Sendo portanto a média dos dois valores: A=5,823 Km2

 

Perímetro

O cálculo do perímetro foi efectuado pelo método das coordenadas (com o programa Autocad) pois manualmente seria muito trabalhoso e menos rigoroso. (Cálculos)

O perímetro obtido foi: P=12,791 Km

 

Coeficiente de compacidade

O coeficiente de compacidade é a relação entre o perímetro P da bacia e a circunferência de um círculo igual à área da bacia A, de raio r:

O Coeficiente de Compacidade obtido foi de: KC=1,484

 

Factor de forma

O factor de forma é um índice que exprime a maior ou menor tendência para enchentes numa bacia. Uma bacia com um factor de forma baixo tem menos tendência para cheias que uma bacia do mesmo tamanho, mas com um factor de forma superior.
O factor de forma kf é a relação entre a largura média e o comprimento mais longo L da bacia:
O comprimento mais longo L é a distância desde a secção considerada até à cabeceira mais distante da bacia.

Largura Média:

Coeficiente de Forma:

Kf=0,364

 

Ordem da bacia, classificação decimal

Um bacia compreende o rio principal e os seus tributários ou afluentes. A ordem dos rios é uma classificação que reflecte o grau de ramificação ou bifurcação dentro de uma bacia.

Segundo Horton-Strahler, uma linha de água que não tenha tributários são considerados de 1ª ordem. Quando duas linhas de 1ª ordem se juntam passa a formar-se um rio de 2ª ordem. Dois rios de ordem n dão lugar a um rio de ordem n+1.

Após análise cuidada de todas as linhas de água existentes conclui-se que a nossa bacia é de 3ª ordem.

 

Densidade de drenagem

A densidade de drenagem D é a relação entre o comprimento total dos cursos de água de uma bacia e a sua área.

No nosso caso, procedemos ao estudo de 1,5 Km2 correspondentes a um rectângulo completamente inserido dentro da bacia hidrográfica como 1,5 Km por 1 Km e foi feita a relação entre o comprimento total das linhas de água desse rectângulo e a sua área total. (Cálculos)

Densidade de drenagem:

D=3,28

Padrão de drenagem

O padrão de drenagem é a forma que as linhas de água tomam.

O padrão de drenagem da bacia hidrográfica em estudo é do tipo dendrítica ou dendróide (fig. 1). Este tipo de drenagem é assim designado por se assemelhar a uma árvore (do grego dendros - árvore). Este tipo de drenagem desenvolve-se em rochas de resistência uniforme.

Fig. 1- Drenagem dendrítica

 

Inclinação média das vertentes

A magnitude dos picos da enchente, a maior ou menor oportunidade de infiltração e susceptibilidade para a erosão dos solos dependem da rapidez com que ocorre o escoamento sobre os terrenos da bacia.

O método utilizado para calcular a inclinação média das vertentes foi proceder ao cálculo da inclinação de 20 pontos aleatoriamente colocados na bacia e calcular a sua média. (Cálculos)

A valor obtido foi de:

I=35,5%

Tipo de relevo

A análise do tipo de relevo da bacia hidrográfica é feita tendo em conta a inclinação média das vertentes. O valor obtido para a inclinação média das vertentes foi de I=35,5%, que se insere no intervalo de 20 a 50 % relativo ao tipo de relevo Montanhoso.

Curva hipsométrica

A curva hipsométrica é a representação gráfica do relevo de uma bacia. Representa o estudo da variação da elevação dos vários terrenos da bacia com referência ao nível médio do mar. Esta variação é representada por meio de um gráfico que mostra a percentagem da área de drenagem que existe acima ou abaixo das várias elevações.

A curva hipsométrica foi determinada através do cálculo das áreas entre as curvas de nível mestras (Cálculos).

Através da curva hipsométrica obtiveram-se os valores das alíneas que se seguem.

Altitude média

A altitude média observada na curva hipsométrica foi de 355 m

Altitude mediana

A altitude médiana observada na curva hipsométrica foi de 338 m

 

Altura média

 

Rectângulo equivalente

O rectângulo equivalente é uma forma de ajuizar a influência das características da bacia sobre o escoamento. O perímetro e a área são iguais ao da bacia.

formulas :

em que:

Kc = coeficiente de compacidade;

A = área da bacia;

P = perímetro da bacia.

Cálculos:

O rectângulo obtido foi o seguinte:

 

Tipos de drenagem

A drenagem desta bacia hidrográfica é superficial e vai desaguar à Ribeira de Alportel, logo é do tipo exoreica.

 

Índice de pendente

O índice pendente é a relação entre a diferença entre a cota máxima e mínima e o comprimento máximo L.

 

Centro de gravidade

O centro de gravidade da bacia foi calculado em Autocad por ser um método de cálculo exacto.

Ao desenho obtido, sobrepôs-se à carta militar e marcou-se o centro de gravidade, obtendo assim as seguintes coordenadas UTM:

29S NB 988 177

 

Determinação do n.º de escoamento ou curva-número CN

O valor do CN corresponde ao valor do número de escoamento para regiões rurais.

Tendo em conta as características do solo, considerou-se que pertencia ao tipo C, e com capacidade de infiltração abaixo da média depois da pré- saturação.

Considerámos arbitrariamente as seguintes utilizações do solo:

Florestas abertas normais- 60%
Culturas arvenses segundo as curvas de nível - 15%
Zonas sociais rurais – 2%
Prado permanente – 15%
Rotações de cultura Segundo as curvas de nível e em terraços - 8%
Cálculos:

Valores corrigidos:

Para os cálculos adopta-se o valor de CN corrigido maior, neste caso: